Por que ter uma marca empregadora forte?  7 dicas de como fazer isso 

Sua empresa tem dificuldade na contratação e retenção de talentos? Ter uma marca empregadora respeitável é essencial para a estratégia de uma organização. Ela ajuda as empresas a recrutar melhores candidatos, reduzir os custos de contratação e marketing e a melhorar a produtividade. 

A forma como as organizações recrutam candidatos para empregos e retêm funcionários mudou. Em grande parte devido ao avanço da tecnologia e das mídias sociais que facilitam a localização de informações pelos candidatos ao emprego.

Dessa forma, para as organizações que ainda estão em dúvida sobre investir na marca empregadora, saiba neste post, por que isso é tão importante e como torná-la forte com 7 dicas.

QUAL A IMPORTÂNCIA DA MARCA EMPREGADORA?

Sem uma marca empregadora forte, sua empresa está perdendo os principais candidatos e potencialmente deixando de ganhar dinheiro e afetando outras áreas do negócio.

Empregadores de todos os setores estão voltando seu foco para isso, a fim de entender como eles são percebidos no ambiente digital e como isso tem afetado o recrutamento, contratação, retenção e outros setores do seu negócio.

A Employer Branding ou marca empregadora (traduzido do inglês), é um termo utilizado para descrever a reputação de uma empresa como empregadora e o valor que ela traz ou o que oferece aos seus funcionários.

E dentre os retornos mais interessantes de uma organização com forte reputação corporativa é que os possíveis colaboradores estarão mais inclinados a considerar seu negócio ao se candidatar às vagas que são oferecidas.

Veja as seguintes estatísticas e quanto de pesquisa os candidatos desenvolvem para entender o seu negócio muito antes de ver sua carta de apresentação e currículo:

  • 86% dos candidatos a emprego pesquisam avaliações e classificações da empresa para decidir onde se candidatar a uma vaga;
  • 75% dos candidatos ativos provavelmente irão se candidatar a um trabalho se o empregador gerenciar ativamente sua marca;
  • No Brasil, 76,2% dos candidatos pesquisam em páginas de opinião pública e redes sociais dados sobre a empresa antes de tentar uma vaga; 86% das mulheres e 67% dos homens nos Estados Unidos não entrariam em uma empresa com má reputação. 
  • 68% dos Millennials, 54% da geração X e 48% dos Boomers indicaram que visitam as redes sociais de um empregador para avaliar a marca empregadora;
  • 50% dos candidatos dizem que não trabalham para uma empresa com má reputação, mesmo por um aumento salarial;
  • 92% das pessoas consideram mudar de emprego se lhe oferecessem um cargo em uma empresa com excelente reputação corporativa;
  • Uma marca empregadora forte pode reduzir o custo por contratação em até 50%, e uma reputação negativa pode custar à empresa até 10% a mais por admissão;
  • Quase 30% dos candidatos deixaram um emprego nos primeiros 90 dias após o início (indicando desalinhamento entre o candidato e a marca empregadora);
  • De 7 em cada 10 pessoas pesquisadas apontaram que mudaram de opinião sobre uma marca depois de ver a resposta da empresa a uma avaliação;
  •  A voz do funcionário é três vezes mais confiável do que a do CEO quando se trata de falar sobre as condições de trabalho na empresa;
  • Organizações que investem ativamente na marca empregadora podem reduzir seus custos em até 28%.

Dessa forma, uma marca empregadora bem desenvolvida e estabelecida é uma parte essencial da construção de equipes de alto desempenho, e lembrando que isso passa também por uma boa descrição de vagas.

7 DICAS PARA TER UMA MARCA EMPREGADORA FORTE

A partir das estatísticas acima, você pode começar a pensar por que uma estratégia de marca empregadora é valiosa, importante e merece concentração de esforços. Mas para recrutamento e aquisição de talentos, ela é tudo. Veja 7 dicas de como fazer isso:  

1. ATRAIA ÓTIMOS FUNCIONÁRIOS E RETENHA OS EXISTENTES 

Uma marca empregadora sólida fará com que seus funcionários existentes se orgulhem de fazer parte de sua organização. Fazer parte de uma organização com uma ótima cultura de trabalho é importante para o candidato ao emprego de hoje, e as empresas precisam estar cientes de como estão apresentando isso. A maioria dos candidatos analisará os perfis sociais da sua empresa, portanto, use-os para projetar uma cultura centrada no funcionário e tire o máximo proveito do LinkedIn, Facebook e instagram. 

2. TRANSFORME SUA EQUIPE INTERNA EM DEFENSORES DA MARCA 

Mais de 50% dos candidatos a emprego confiam nas avaliações dos funcionários. Assim, quando seus colaboradores de destaque compartilharem suas experiências de trabalho positivas em seus círculos sociais, isso funcionará para apoiar as estratégias de recrutamento de sua empresa.

Transforme seus funcionários em defensores da marca, pedindo que compartilhem suas experiências – tudo, desde a integração até as notícias da empresa, atividades e prêmios. Quando eles fixam, postam, compartilham e publicam suas realizações pessoais e organizacionais, o poder da sua marca atrairá e influenciará automaticamente candidatos em potencial. 

3. MELHORE O ENVOLVIMENTO DOS FUNCIONÁRIOS 

Quando sua organização se compromete com uma marca empregadora centrada no funcionário, o envolvimento intencional deles se torna um componente particular da cultura da sua empresa. E o resultado do envolvimento é o aumento da produtividade e dos lucros. A baixa rotatividade resultante fornece uma base sólida sobre a qual sua empresa pode atrair mais candidatos em potencial para novas funções (em vez de ficar presa em um ciclo de funções vagas continuamente preenchidas).

4. TRANSMITA O VALOR DA SUA MARCA 

O mercado pertence aos melhores talentos e, portanto, eles têm amplas opções. Profissionais qualificados sempre escolherão empregadores com uma sólida reputação de marca e valores compartilhados. Certifique-se de que você está transmitindo claramente o valor da sua marca empregadora para que você possa atrair os melhores dos melhores para trabalhar em sua organização. Os candidatos a emprego modernos não se preocupam apenas com suas ofertas de negócios, mas também com os intangíveis como sua visão, missão, valores e ambiente de trabalho.

5. DEMONSTRE SUA CULTURA E DIVERSIDADE ÚNICAS 

Muitos candidatos querem trabalhar para uma empresa com uma cultura vibrante e uma força de trabalho diversificada. Eles querem que o trabalho seja divertido e gratificante ao mesmo tempo. Portanto, os recrutadores precisam ter muito tato ao promover sua marca empregadora, ambiente de trabalho, cultura da empresa e vantagens. Procure maneiras de mostrar o que torna sua cultura única e destacar a diversidade em sua força de trabalho. Todos estes pontos podem fazer ou quebrar o negócio para você.

6. APELO AOS CANDIDATOS MOSTRANDO EXPERIÊNCIA EM TECNOLOGIA

Um empregador que demonstre aptidão digital atrairá candidatos com experiência em tecnologia. A tecnologia é o caminho do futuro para as empresas que querem se manter competitivas e você pode começar reformulando seu site de carreiras.

Enquanto você está tornando-o mais fácil de usar, você também pode integrá-lo a uma plataforma de rastreamento de candidatos. Esta é uma jogada inteligente que dará a seus funcionários em potencial uma boa razão para escolher você em vez de seus concorrentes!

7. MELHORA A FORMA COMO SEU NEGÓCIO É PERCEBIDO NAS MÍDIAS SOCIAIS 

Os dados indicam que ¼ de todos os candidatos a emprego usam as mídias sociais como sua principal ferramenta para busca e pesquisa de emprego. E esse número está crescendo.

Além disso, as pessoas confiam em amigos, colegas e familiares sobre outras formas de informação online. É melhor acreditar que, se as pessoas estão falando negativamente sobre uma marca ou cultura de trabalho, os candidatos a emprego estão tendo acesso a essas informações.

No entanto, também ajuda sua equipe de recrutamento a atrair e melhorar a sua reserva de talentos.

COMO ISSO AFETA OUTROS ASPECTOS DO NEGÓCIO

Embora o impacto direto da marca empregadora seja no recrutamento e na aquisição de talentos, ela pode atingir outras áreas da empresa.

Os clientes atuais querem trabalhar com empresas onde os funcionários amam seu trabalho e são tratados de forma justa. Se eles virem muita negatividade online, podem supor que fazer negócios com você ou assinar novamente um contrato é duvidoso.

Isso também se aplica a novos negócios, os consumidores em potencial estão pesquisando e têm acesso rápido às informações por meio de  sites de avaliação, de carreira e mídias sociais.

Um cliente em potencial pode pensar: “Se seus funcionários se sentem assim, imagina como eles tratariam os clientes?” Dessa forma, você está afetando a receita e o crescimento de leads, o que também prejudica outras áreas da sua empresa.

Portanto, ao não trabalhar a marca empregadora, sua empresa pode estar sabotando rapidamente os esforços de contratação e dificultando a admissão dos melhores talentos, e também afetando outros aspectos da sua empresa.

Solicite uma demonstração com um dos nossos especialistas.