Recrutamento e seleção: indicadores essenciais para acompanhamento

Recrutamento e seleção é um processo estratégico e que demanda um olhar atento e investimentos contínuos por parte das empresas e dos profissionais de RH. Mas, para manter essa melhoria contínua é fundamental acompanhar dados e resultados existentes, afim de possibilitar que a área responsável atue de forma pró-ativa na busca por resultados mais assertivos e eficientes.

Neste post já falamos sobre como a inteligência artificial pode contribuir para o processo de R&S mas, para implanta-la, é fundamental ter estabelecidos quais são os indicadores-chave de desempenho (também chamados de KPIs – Key Performance Indicators) fundamentais para acompanhamento. Esses índices servem como uma bússola, que demonstra se a empresa está no caminho para o seu “norte”, ou seu objetivo.

Então, para dar uma ajuda ao pessoal de RH, elencamos aqui alguns deles. Cabe a você avaliar se eles são adequados à sua empresa, ok?!?

  • Custo médio de contratação

Cada empresa tem políticas específicas para processos de recrutamento. Algumas contratam headhunters, fazem anúncios em veículos impressos ou redes sociais ou contratam profissionais de psicologia para a realização de testes e entrevistas. Todas essas ações precisam ser contabilizadas para avaliar o custo de cada processo de contratação.

A fórmula é simples: basta somar todas as despesas relacionadas

Atualmente, plataformas de recrutamento e seleção como a Skeel, além de reduzirem estes custos, disponibilizam esse cálculo ao fim de cada processo.

  • Tempo médio de contratação

Tempo é dinheiro. Essa afirmação e ditado popular devem fazer parte da rotina dos RHs. Mas a pressa, nesses casos, também é inimiga, pois pode levar à contratações equivocadas e que vão acabar demandando mais tempo posterior.

Como otimizar o tempo com processos eficientes e assertivos?  Para responder essa pergunta, é importante saber quanto tempo é destinado aos processos de recrutamento e seleção. Para isso, use a equação: tempo gasto para contratação / profissionais contratados.

Caso esse número esteja muito alto, os gestores de RH precisam avaliar formas de otimizar esse processo, sem afetar a qualidade da contratação. Cabe ressaltar que diferentes níveis de vaga podem demandar diferentes tempos para seleção.

  • Taxa de conversão de contratação

Esse indicador permite avaliar a eficiência do processo seletivo, compreendendo todas as fases do recrutamento e o processo como um todo.

Fazem parte desse indicador:

Candidatos participantes;

Candidatos qualificados;

Finalistas;

Contratados.

Cada uma dessas fases deve ser mensurada com relação à tempo, recursos e custos, assim é possível avaliar os pontos críticos e passíveis de melhorias em cada etapa.

  • Turnover em contratações recentes

Turnover é a rotatividade de profissionais, ou seja, o percentual de funcionários que saem da empresa dentro de um determinado período. Uma parte fundamental do processo de recrutamento e seleção é a integração e o acompanhamento dos profissionais contratados.

Para definir um processo seletivo como eficiente, o funcionário precisa se manter na empresa após o período de experiência. Esse indicador serve para avaliar aspectos internos da empresa, muitas vezes relacionados à motivação dos funcionários.

Fórmula: turnover (%) = funcionários recém-contratados que saíram da empresa / total de recém-contratados x 100

Para reduzir esses índices, é importante que sejam realizadas entrevistas de saída, possibilitando, assim, um plano de ação para atuar na origem dos problemas.

paper 3249919 1920
Acompanhar indicadores em RH impactam diretamente nos resultados financeiros das organizações

Na sua empresa são utilizados outros indicadores para acompanhamento dos processos seletivos? Compartilhe com a gente!

Entre em Contato com a Skeel

Abrir WhatsApp
Precisando de ajuda?