Recrutamento estratégico: 5 benefícios da inteligência artificial

A aplicação de um processo de recrutamento estratégico pode ser um fator decisivo para melhorar os resultados da empresa, visto que o R&S está em constante evolução e o mercado está cada vez mais competitivo.

Um processo bem direcionado de seleção e contratação de profissionais das mais diversas áreas é essencial para um ambiente de trabalho agradável e produtivo em uma empresa. Nessas horas, o recrutamento estratégico surge como uma ferramenta importantíssima que garante uma equipe mais engajada e que atende à cultura corporativa.

O que é recrutamento estratégico?

O conceito de estratégia vem da Grécia Antiga e está fortemente atrelado a construção de ações para melhorar o desempenho da organização. Se formos relacionar com a realidade do RH, ser estratégico representa tomar decisões embasadas, planejar, evoluir processos antigos para otimização de tempo e sempre buscar por melhores resultados para empresa.

O recrutamento estratégico é uma forma inteligente de otimizar o trabalho da equipe de RH e minimizar os riscos de erros nas contratações. Ajustar a força de trabalho à demanda é importante para cumprir os objetivos da empresa e alcançar melhores resultados.

O alinhamento entre as ações de recrutamento e os objetivos da empresa pode ser definida como a melhor forma de recrutamento estratégico. Mas como isso acontece? Para se tornar estratégico, os processos de recrutamento e seleção passam por uma evolução do modelo antigo para a era do recrutamento com inteligência artificial. Antigamente o principal objetivo era preencher vagas rapidamente, hoje é preciso captar e analisar currículos de uma forma mais estratégica, buscando encontrar candidatos alinhados com a cultura e necessidades das empresas.

O papel do profissional de R&S

O profissional de RH tem papel fundamental em todo processo de transformação digital dentro da empresa e principalmente no processo de recrutamento e seleção. O setor de recursos humanos é uma das áreas que mais sofre com processos operacionais e burocráticos. A cobrança por um time de RH mais estratégico é cada dia mais evidente e a tecnologia é uma das grandes aliadas para essa transformação.

Nesse sentido, a Inteligência Artificial vem para ajudar o profissional de R&S. Com o suporte dessa ferramenta que está cativando o mercado, os responsáveis pelo processo seletivo tem acesso a informações mais precisas para tomada de decisão, visto que decisões erradas podem afetar o dia a dia da instituição e até o desempenho da equipe.

É imprescindível que estes profissionais estejam por dentro das necessidades de cada vaga e saibam expor isso na construção da vaga, dentro da plataforma escolhida. Assim, mesmo que as qualidades não sejam explicitas pelo gestor, o setor de R&S conseguirá entregar um profissional qualificado e alinhado com a vaga.

É importante participar de reuniões e compreender os direcionamentos da empresa, montar testes dentro da plataforma e acompanhar o processo seletivo ativamente. Assim, o profissional de R&S conseguirá executar um trabalho de excelência e mostrar o seu valor para empresa, construindo uma relação de parceria com os lideres e gestores de cada setor.

5 benefícios que Inteligência Artificial traz para o recrutamento estratégico

A inteligência artificial está ganhando cada vez mais espaço frente ao processo de recrutamento e seleção tradicional. Isso porque através dela é possível encontrar candidatos com um alinhamento cultural e cognitivo de acordo com as expectativas e necessidades de cada empresa.

Dentro da Skeel, as vantagens para o recrutador são inúmeras, mas aqui, listamos as que mais ajudam no dia a dia e na construção de um recrutamento e seleção mais estratégico. São eles:

1. Banco de Currículos

A centralização de currículos em plataformas de inteligência artificial aumentam as opções das empresas em encontrar currículos alinhados com suas necessidades, visto que a analise é feita de maneira automatizada.

Além de reduzir a necessidade de guardar fisicamente todos os currículos impressos, melhoramos nossa relação com o meio ambiente e ainda é possível acessar onde você estiver, os currículos que precisam ser analisados. A inteligência artificial auxilia na triagem e apresenta de forma simples e intuitiva os candidatos com maior fit cultural para empresa. Dessa forma o trabalho do profissional de R&S torna-se mais simples e fácil, podendo dedicar tempo a outras atividades também.

2. Redução de turnover

Um índice de turnover  alto pode sinalizar que a gestão de pessoas não vai bem e que há perda de talentos significativos para empresa. Muitas vezes, o turnover alto significa que o processo de recrutamento e seleção não está tão assertivo e a IA ajuda a diminuir esse risco. Afinal, ela é responsável por ajudar a selecionar os perfis que têm mais fit com a cultura organizacional e com os requisitos da vaga.

3. Aumento da assertividade

Ao passo que há uma redução no turnover, podemos concluir que a assertividade é aumentada. Quem trabalha com recrutamento sabe que algumas vagas recebem mais de 1.000 inscrições. Agora, imagine analisar todos esses currículos manualmente. Acaba se tornando inviável, e com isso muitos talentos são perdidos, ou porque o processo demorou para chegar no currículo e a pessoa já foi contratada por outra empresa, ou porque o perfil nem teve chance de ser analisado.

Com um uma plataforma de recrutamento inteligente isso não acontece. Ela é responsável por analisar todas as candidaturas recebidas, e ranquear os currículos, de modo que a empresa possa contratar as pessoas certas.

4. Redução no tempo de contratação

Com a chegada da IA nos processos de recrutamento e seleção, o tempo de fechamento das vagas diminuiu consideravelmente, segundo relato de alguns da Skeel, a redução pode chegar em até 60%.

A tecnologia torna o trabalho do recrutador mais estratégico, focado e assertivo. Isso faz com que o trabalho operacional diminua e o recrutador consiga focar no que realmente importa, ou seja, trazer o candidato certo para equipe.

5. Mudança no mindset do recrutador

A mudança do mindset acontece naturalmente ao passo que o recrutador reduz o seu trabalho operacional e passar a ter uma visão mais estratégica. Ao invés de ficar horas analisando currículos, agora ele tem a possibilidade de estruturar uma entrevista mais estratégica para analisar as soft skills  dos candidatos, ou até mesmo estruturar um processo seletivo mais adequado depois de entender a fundo qual a necessidade de cada setor, para realizar uma descrição de vaga mais completa.

Conclusão

Quando um time de recrutadores deixa de ser operacional e passa a ser estratégico, consegue ter mais foco em análise de resultados e se torna mais veloz nas suas entregas. Com isso, a empresa sai na frente, consegue atrair os talentos com mais assertividade, fornecendo insumos para que os líderes desenvolvam cada vez mais seus times e alcancem melhores resultados.

Uma área estratégica de Recursos Humanos é feita por pessoas, mas também por tecnologia. É preciso buscar por soluções que agilizem o seu dia, otimizem suas tarefas operacionais e tornem sua área mais analítica e focada em resultados.

Conheça a plataforma da Skeel e como melhorar os resultados do seu R&S hoje mesmo.